segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Sandman

Há muito que se querer esquecer sobre os anos 80 do século passado: yuppies, cocaína a rodo, Yamaha DX7, bateria eletrônica, inflação de trocentos por cento ao mês, Brizola, Ronald Reagan, mullet, ombreiras, sei lá mais o quê...
Há muito que se agradecer aos anos 80 do século passado: Atari, o time do Flamengo, Rádio Fluminense FM, Circo Voador, Rock In Rio, a ascensão do heavy metal, WalkMan, os primeiros PCs, vídeo cassete, Ferris Bueller, voleibol brasileiro, verão da lata, sei lá mais o quê...
Mais o quê, que nada! Foi a era de ouro das Graphic Novels, as histórias em quadrinhos para adultos e, entre elas, a que acho a melhor de todas, disparado: Sandman.

O que Neil Gaiman fez com Sandman a respeito de graphic novels é comparável ao que Jimi Hendrix fez em relação à guitarra, ambos elevaram suas artes a um outro nível, muito mais alto, com pioneirismo, criando um padrão que seria, posteriormente, copiado ad nauseam, para o bem ou para o mal.
Sandman é genial, em todos os sentidos, e não há o que se discutir. Desde as maravilhosas capas de Dave McKean até a seção “Cartas na Areia” (esse foi o mais interessante e bem sucedido estreitamento de laços entre editora e público a que já presenciei). O que falar, então, de tantos e tantos personagens incríveis; Gaiman conseguiu o mais incrível, que foi transformar a Morte em uma aparição tentadora, desejável até; Caim & Abel, os Perpétuos, o Corinto, Rose Kinkaid, o Cuco, Lúcifer... Tem espaço até para personagens do universo DC, como John Constantine e John Dee/Doutor Destino. Sem contar as várias referências literárias e a todos os tipos de artes, cultura e folclore de todo o mundo. São tantos os detalhes que seria uma tarefa hercúlea listá-los aqui. O melhor a se fazer, então, é mergulhar de cabeça nesse incrível universo criado por Neil Gaiman.
Em 2013, quando já não se esperava por novidades em relação a Sandman, uma surpresa: “The Sandman: Overture” – lançado em meio às comemorações de 25 anos da edição original de Sandman. Uma nova estória, em 6 fascículos (lançados entre 2013 e 2015), contando o que se passava com Sonho antes de ele ser capturado por Roderick Burgess, conforme vimos na primeira história de toda a saga. É como se fosse uma prequel. A maravilhosa arte ficou a cargo do incrível J. H. Williams, III, que não economizou nos detalhes e cores, deixando a edição ainda mais luxuosa. Infelizmente, essa eu só consegui em inglês.
Os links para a coleção completa dos gibis, do volume 1 ao 75, e “Overture”(1 ao 6) estão nos comentários. Se você já não tiver, será necessário baixar o programa utilizado para ler os arquivos: é só procurar no Google, digitando “CBR reader”, ou baixar através do link que está disponibilizado aqui em baixo (e esse foi o primeiro que achei na pesquisa; nem sei se é o melhor...).
Sendo assim, meus caros, só me resta dizer que a diversão é mais do que garantida!

Wikipedia
Neil Gaiman (Site Oficial)
Neil Gaiman (Wikipedia)
DOWNLOAD CBR Reader

 Links nos comentários / Links on comments

7 comentários:

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Sandman (completo)
Parte 1
https://mega.nz/#!ihswXbiD!qx_rX-6fVgxQJJmdDmD4eSMgsnqZCbsarSjvX_r6k5E

Parte 2
https://mega.nz/#!io1miZKA!8q0i1jA75q94U_w3kalgLBXAsykhnECYnLj2F4xm1xg

Sandman: Overture
Parte 1
https://mega.nz/#!K1twkD6T!9xcI0Ct6ZYquRG4PTud_oXW-e6l2KHamrbXw_Ikt30E
Parte 2
https://mega.nz/#!WokBHBba!cwRRZO6TdvK7Oix06Xa6Jg7FSqTMBOEFu6nrJA4bc9E

Edson d'Aquino disse...

Classicaço!
Vou colocar à venda meu modesto acervo de Orquídea Negra, Black Kiss, Moonshadow, Batman-As Dez Noites da Besta, etc Acho que só não conseguirei me desfazer do 'O Edifício' do Will Eisner.
[]ões

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Faaaaaaaaaaala!
PoiZé, meu irmão, tantas coisas boas pra gente apreciar, né?
Em breve postarei o Moonshadow aqui.
É uma pena você se desfazer da sua coleção; ainda tenho todas essas que você citou (caraca, sem sacanagem eu nem lembrava da Black Kiss!! rsrs) e mais algumas. Recentemente baixei umas, entre elas O Edifício, (vou te mandar por e-mail), mas o negócio é que sinto falta do cheiro do papel, sacumé? Velhos hábitos... rsrsrs
Valeu, irmãoSinho, aquele abraço!

Javanes disse...

Fala Maddy Lee e Edson...

Eu comecei a virar gente nos anos 80.
Simplesmente adoro quadrinhos e tenho coleções e coleções.
tenho as Heavy Metal brasileiras, Animal, Piratas do Tietê, Ken Parker, Freak Brothers, Crumbs e claro, meu preferido, Will Weisner (Um Sinal do Espaço é a melhor de todas).

Adorei você postar sobre HQ!

Bom, estou baixando o Sandman e confesso que (não fiquem bravos) conheço pouco.

Volto com minhas observações!

abraços

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Brother Javs!!
Cara, vou te dizer, muito longe de ficar bravo, fico mesmo é muito contente de estar apresentando algo tão fuderosamente fuderoso quanto Sandman para um amigo que tem extremo bom gosto.
Will Eisner é o pioneiro, fundamentalíssimo para quem curte quadrinhos, dono de estilo único, simplesmente sensacional. Um Sinal Do Espaço é simplesmente simplesmente, eu também curto pracas. Freak Brothers, bem lembrado! Vou ver se consigo aí pela internet.
Tanta coisa boa!
Em breve postarei Moonshadow, mas ainda tenho umas outras surpresas.
Aquele abraço!

PS: depois me diga o que achou do Sandman!! Um detalhe: quanto mais você vai ler, mais surpreendido você ficará.

Diego Camargo disse...

Lembro que eu baixei da primeira vez que vc postou. Mas como já te disse, perdi meu HD e tudo que tinha nele. Boa, baixo de novo e finalemente leio :D

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Faaala, carissississississíssimo!!!
Andei baixando uns gibi mó daora (baixou o paulista... rsrsrs), depois te mando uma lista.
Abração, mizifi!