segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Heliopolis


Heliopolis - City Of The Sun (2014)

USA
Rock Progressivo
Scott Jones (vocais), Mike Matier (guitarra), Matt Brown (teclados, vocais), Kerry Chicoine (baixo, vocais) e Jerry Beller (bateria, vocais)
320 kbps, encarte completo

Site Oficial
Facebook
Prog Archives

Heliopolis = City Of The Sun = Cidade do Sol. Nada mais adequado do que batizar a banda com este nome, afinal o quinteto é natural da ensolarada Los Angeles, California, mas, que diabos, eles tocam rock progressivo!! Nada de hard rock, hair metal, rock farofa, pop fútil (ops, quase um pleonasmo...) ou folk-rock de surfista. Esses caras me parecem estar bem deslocados... Por outro lado, da mesma forma que os também californianos The Beach Boys, suas músicas trazem mensagens positivas; aliás, da mesma forma que o Yes, que influencia a banda também musicalmente. Os integrantes são egressos de outras bandas bem bacanas: Ten Jinn, Mars Hollow e Gabble Ratchet (que é uma banda de tributo ao Genesis, mais uma grande influência). Permissão para interromper esse train of thoughts...
[Ultimamente venho escutando tudo o que tenho baixado de rock progressivo; o player toca por ordem alfabética e, no momento, estou nas bandas que começam com a letra H. Escutando o Handwrist me inspirei a fazer a postagem anterior e escutando esse disco do Heliopolis, não pude resistir. Primeiro porque o disco é sensacional, em todos os sentidos, todas as músicas são realmente muito boas; segundo, e foi o que mais me chamou a atenção, a voz de Scott Jones soa muito próxima à do Geddy Lee, mas bem diferente ao mesmo tempo, não sei bem explicar (de certa forma, o timbre e a forma de cantar de Scott Jones são, de certa forma, mais agradáveis, talvez seja mais polida que a do mano Gary...); e aqui, mais uma vez, o Rush também tem uma enorme influência no som da banda; terceiro, os caras tocam muuuuito!]
Essa coisa da influência... É meio difícil de escapar, mas o que vale mesmo é o que se faz com ela, se é usada para o bem, de forma criativa, ou para o mal, soando como mera cópia; o caso aqui é, definitivamente, o primeiro. Eu poderia citar aqui trocentas bandas que correspondem a ambos os casos, mas não é esse o objetivo dessa postagem. Yes, Genesis e Rush – excelentes referências, mas ainda tem mais: King Crimson completa a ala dos medalhões e ainda tem espaço pra Big Big Train, The Flower Kings, Transatlantic e Citizen Cain – não tá fraco, não!! rsrsrs. Só espero que, depois de lançarem um disco tão bom quanto esse, eles continuem a nos presentear com novas e ótimas obras.
Agora só falta dizer uma última coisa: baixem, escutem e divirtam-se! 



Link nos comentários / Link on comments

9 comentários:

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Heliopolis - City Of The Sun (2014)
https://mega.nz/#!3lMRzLqZ!zGa7_WzBmfbVCepOmmMBO8t3ii4o5o0MFbXSp7V37Rk

Edson d'Aquino disse...

Não deu pra sacar muito bem qualé do som dos caras, talvez pela qualidade meio ruim dos áudios ao vivo. Vou baixar...se é indicação tua, é ótimo!
[]ões

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Véi, cai dentro, porque o som é de primeira!
Espero que depois passe aqui pra me dizer se curtiu (ou não...).
Abração!

Diego Camargo disse...

Ouvi ontem o Heliopolis (devem ter pego esse nome de filme brasuca hahah). Não conhecia, assim como quase todo o catálogo da 10t, o selo não faz divulgação NENHUMA dos lançamentos, ai fica difícil. Outras duas bandas do selo 3rDegree e Little Atlas foi a mesma coisa quando tentei contatar o selo pra receber nem que seja os downloads pra resenha no Progshine, o 3rDegree só consegui contato porque eu falei direto com a banda, o Little Atlas NUNCA recebi nem resposta. Bom, paciência.

O som do Heliopolis foi uma surpresa, Prog 70 bem tocado com um tiquinho de King Crimson mas nunca copiando nada. Tem uma faixa no disco instrumental que é completamente desnecessária e o vocal principal, putz, é ruinzinho. Mas no geral uma baita supresa. Vou ficar de olho nos caras pra ver se soltam um segundo disco no ano que vem :)

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Diegão, eu curti os vocais, com toda sinceridade, e a faixa instrumental também, até coloquei o vídeo dela no post (tem um ganido de cachorro no fim - kinda cool... hehehe). De qualquer maneira, a primeira faixa, "New Frontier" é fuderosa; só ela já valeria o download.
A 10t sacou a sua jogada de fazer uma resenha só pra ganhar um disquim digrátis, por isso não te deram bola... rsrsrsrsrsrsrsrs Já se foi a época de abundância das gravadoras, só não se infelizmente ou felizmente... Sinto saudades mesmo é do vinilzão.
Aquele abraço!

Breu disse...

Caro Maddy Lee, adorei ver o blog de volta... Obrigado pelo Heliopolis! Abraços

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Caríssimo Breu!!
Bom te ver por aqui!
Valeu pela força!
Abraço

Diego Camargo disse...

Cara, eu comprei uma vitrola de novo, voltei a colecionar LPs (to com cerca de 80), mas aqui os LPs táo caros pra caralho, tanto novos (que chegam a 150 zl ou cerca de 35 dolares) quanto usados (minimo de 30 zl online fora entrega que seriam mais 12, então umas 10/12 doletas).
A cidade não tem NENHUMA loja de discos usados então comprar um disco fica caro pra caralho. E de boa, eu tenho a minha coleção que tem cerca de 1000 itens mas NUNCA paguei caro demais por um disco e nunca VOU pagar. Então, fica difícil ehehehehe

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Ah, véi, minha saudade do vinil vai continuar assim: saudade! rsrsrssrs Porque depois de perder tantos me dá até uma dor no peito só de pensar em tê-los novamente... Além disso, ainda tá meio difícil de conseguir os discos e, sim, estão muito caros.
E você, com todas essas dificuldades, foi escolher justo agora pra voltar a ter LPS... rsrsrsrs
Valeu!!