quarta-feira, 1 de junho de 2016

MacroScreaM

MacroScreaM (2016)

Itália
Rock Progressivo
Luca Marconi (vocais), Alessandro Patierno (baixo, guitarra, violão, piano, vocoder, percussões, “pingos“ e vocais de apoio), Tonino Politanò (guitarra e violão), Gianpaolo Saracino (violino), Davide Cirone ( Hammond, piano, teclados e sintetizadores) e Marco Pallotti (bateria) - com: Pierluigi Pensabene (sax soprano), Edoardo Capparucci (saxes tenor e contralto), Fabio Angelo Colajanni (flauta), Francesco Marsigliese (trompete), Daniele Bicego (uilleann pipes),Davide Eusebi (percussões, vibrafone), Sanjay Kansa Banik (tablas), Esharef Alì Mhagag (vocais de apoio), Awa Koundoul (vocais de apoio), Chiara Calderale (vocais de apoio), Ben Slavin (voz em "Mr. Why"), Rodolfo Demontis (partes orquestrais) e Daisy (passos de cachorro em "Then It Goes Away")

Em 2012 eu postei aqui o primeiro álbum do MacroScreaM, “Sisyphus; naquela época eu não postava textos, mas coloquei a seguinte observação “Best prog rock album of 2011!”. Talvez seja, talvez não, mas pelo menos para mim foi, até porque nada naquele ano me surpreendeu tanto, em matéria de prog, quanto esse disco. Se há um “senão” no álbum de estreia, talvez sejam os vocais de Alessandro Patierno (o “dono” da banda), mas, mesmo assim eu curti muito.
Agora, cinco anos depois, finalmente um sucessor e, meus camaradas, que sucessor!!
Pra começar, se os vocais poderiam ser o ponto fraco, agora temos Luca Marconi como titular dessa posição e, bem, o cara manda muito! São 6 músicas, com duração entre 6 e 13 minutos, em mais ou menos uma hora, e uma quantidade infindável de momentos excelentes, surpreendentes, sensacionais e todos os adjetivos superlativos mais incríveis. Resumindo, é um disco supermegablasterfoderalhasticamente foda pra caralho! (KKKKKKK) Ainda por cima, ajuda a demolir a besta ideia da “maldição do segundo álbum”. Para mim, na boa, a única coisa ruim nesse disco é que ele acaba.
Eu poderia escrever mais uma pancada de coisas aqui, tipo, elogios, histórias sobre a banda ou sobre o prog italiano, o renascimento do gênero nas duas últimas décadas, etc e tal e tudo o mais e tal e coisa e coisa e tal, mas não quero ser ainda mais redundante e atrasar ainda mais o seu prazer em escutar essa maravilha, nem adiar ainda mais a sua diversão; então, meus caros, vão lá nos comentários, peguem o link, baixem e desfrutem sem moderação. De preferência bem alto e muitas vezes!


Link nos comentários / Link on comments

13 comentários:

Marcello 'Maddy Lee' disse...


MacroScreaM (2016)

https://mega.nz/#!Kl8iUB5I!ov2fYWKRJccCaxIYbG1Q-XIf4_jyypepd7fRc1mFxVA

Edson d'Aquino disse...

Faaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaala!!!
Lembro que fui um dos que não curtiu o gogó do vocalista. E parece que a banda também não. Vale a conferida pq o instrumental é excelente!
[]ões

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Diiiiiiiiiiiiiiiiiiga! rsrs
Vai lá e depois me diz se valeu ou não, OK?
Abração!

Anônimo disse...

ae fera! blz? to começando a gostar mais de progressivo por causa dos seus posts. esse disco do Macroscream é sensacional!

valeu

abs do Dan2inho

Diego Camargo disse...

'Downlodeando!'

Falando em prog recente. Já ouviu uma banda chamada Paradigm Shift? Não é o melhor disco do ano, mas vale a conferida nesse gênero tão castigado nos últimos anos: o Prog!

Saca só e se gostar te mando por e-mail depois!

https://paradigmshiftuk.bandcamp.com/album/becoming-aware

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Graaaaaaande UnsTapinhas!! rsrs
Véi, te digo que esse teu comentário me deixou extremamente satisfeito! Espero que você se aventure mais por essas estradas progressivas e encontre mais sons do seu agrado.

Diegão, mizifi, que beleulza!!
Cara, tô com o disco de 2012 do Paradigm Shift, "Coalescence", na fila pra escutar, mas se vosmecê quiser fazer essa presença, é só mandar o link.
Não acho que o prog anda castigado, na maior parte é o de sempre: temos que separar o joio do trigo. Bem, é o que tento fazer aqui e apresentar só os melhores sons pra galera.

Valeu meus camaradas!
Grande abraço!!

Ricardo disse...

Fala Maddy!

Mais um som que não conhecia e está vindo, valeu!
E falando em separar o joio do trigo, escuta esse som da longínqua Rússia. Se ainda não ouviu, vai se surpreender com este recente álbum lançado em 2015:

https://pandorasnail.bandcamp.com/releases

Mais informações sobre a banda no Progarchives:

http://www.progarchives.com/artist.asp?id=9504

Abraços a todos,
Ricardo

Gringo Louis disse...

Marcelo, eu já conhecia o Sisyphus e gosto bastante, Concordo que às vezes, o vocal parece meio pop (meio forçado), mas o instrumental é excelente. Ouvi este álbum apenas uma vez, e me parece que o Sisyphus é mais som, com exceção da faixa 04 The Flying Giampy, que é ótima!

Acho que nunca escrevi, mas seu blog é um de meus favoritos.

Muito obrigado

Gringo

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Ricardo, meu camarada, valeu muito pela indicação dos russos! Começou a rolar agora e me parece muito promissor. Lá no finado Pântano Elétrico eu tinha postado os discos de outros russos, a banda Lost World, que também é totalmente excelente.
Espero que você curta os discos do MacroScreaM!

Graaaaaaaaaaaande Le Grings Louie Louie!
Valeu pela "favoritagem", fiquei todo me achando agora!! rsrs
E concordo contigo, instrumentalmente o Sisyphus é melhor, mais redondo, acho que é porque conceitual, já nesse novo eles atiram pra tudo quanto é lado e acertam em cheio na grande maioria das vezes, além de, sim, o vocal ser bem melhor.
De qualquer maneira, quem ganha com isso somos nós, né? Dois discaços! Vida longa ao GritoGrandãO!! rsrsrs

Valeu, meus camaradas, aquele abraço!

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Caraca, Ricardo, que disco fuderosaço esse do Pandora Snail!!
Otimamente totalmente excelente!!
Valeu (muitíssimo!!!) pela dica.
Abraço.

Edson d'Aquino disse...

Putz! Que upgrade, hein?! O disco é todo foda, com umas paradas até meio John Zorn e o escambau. Além do 'hit' 'Unquiet', 'Goliath' me deixou o queixo colado no assoalho.
[]ões

Diego Camargo disse...

Discaço! Clássico moderno! Mas também, pudera, é da AltrOck, o melhor selo quando o negócio é Prog. Faz uns 4 anos que eles lançam os discos que sempre acabam na minha lista de melhores do ano.

Prog competente que bebe na fonte original mas aponta pra frente. Fodão!!

Marcello 'Maddy Lee' disse...

Grandes e queridos amigos!!
Realmente esse é um disco fodão pra caralho putaquilparil-il-il-il-il-il!!!!mrsrsrs
Deu até vontade de escuta-lo de novo... hehehe
Abração!!